Artigos

Como funciona o uso de drones na Indústria 4.0

05/02/2020

O uso de drones é, comumente, ligado a setores como agricultura e segurança. Mas dentro do contexto de Indústria 4.0 estes veículos não tripulados podem fazer a diferença ao ajudar a otimizar os processos nas fábricas.

A popularidade do drone fez com que diferentes setores da economia testassem como a tecnologia poderia ser benéfica aos seus negócios. Para se ter ideia, hoje no Brasil existem cerca de 73 mil drones cadastrados na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), órgão que regulamenta  o uso da ferramenta. Drones e dados

A indústria 4.0 é movida a dados, por meio deles que tecnologias como IoT ou machine learning se fazem possíveis, assim como é o acúmulo e análise das informações que faz com que os processos dentro das fábricas alinhadas com esse conceito sejam otimizados a fim de aumentar a produção e diminuir os custos. 


Continua depois da publicidade


A captação desses dados, porém, muitas vezes representa um desafio. Como fazer uma medição no alto de uma torre de energia ou dentro da chaminé de uma fábrica, por exemplo? Os drones conseguem chegar de maneira segura e rápida a lugares  difíceis a fim de mapear a situação e enviar imagens em tempo real para controle.

Além disso, algumas indústrias já usam o drone como “inspetor” de fábrica. Em parques fabris grandes, essa ferramenta consegue sobrevoar a produção de modo a registrar qualquer anomalia nas plantas e informar os dados de produção em tempo real. 

Para além dos limites das fábricas, os drones podem ainda fazer “observações” de campo para dar subsídio aos industriais. No setor agrícola, por exemplo, a ferramenta pode sobrevoar plantações a fim de angariar dados sobre a produção. Essas informações são processadas pelas indústrias para desenvolver defensivos, transgênicos, entre outros, adequados a realidade destas plantações. 

 

Drones e manutenção

Muitas indústrias utilizam os drones, também, para monitorar a necessidade de manutenção. No setor elétrico, por exemplo, essa tecnologia é muito utilizada para verificar a situação de redes elétricas afastadas, ou muito altas, a fim de manter o funcionamento correto da transmissão de energia. 

Dentro de ambientes muito quentes, como caldeiras ou chaminés, o drone consegue fazer imagens e mandá-las para avaliação de especialistas sem que as máquinas precisem parar. 

 

A complementação do uso de drones na Indústria 4.0

Os drones, portanto, são cruciais para ajudar a subsidiar a indústria com dados. Porém, ainda não se tem uma tecnologia onde estes aparelhos façam o tratamento das informações e tomem as atitudes adequadas. Sendo assim, hoje eles funcionam como a parte da captação de dados, sendo necessário que as indústrias contem com profissionais que possam controlar o drone e que consigam transformar os dados em ações efetivas para otimização da produção fabril e economia de recursos.

 

Produzido por:

Gabriela Pederneiras

Jornalista | Assessora de imprensa | Redatora | CIMM


Comentários

 


Artigos Relacionados


Novidades do DraftSight

O DraftSight®, software para desenho 2D e projeto 3D, trouxe novos recursos e melhorias!