Mercado

Fiat tem novo centro de inovação em Betim

Ao comemorar 43 anos em Minas Gerais, montadora inaugura o WCC para o desenvolvimento de soluções da Indústria 4.0
Por: AutoIndústria       10/07/2019

No mês em que completa 43 anos de operações em Betim (MG), a Fiat anuncia a inauguração do WCC, World Class Center, um laboratório de inovação para o desenvolvimento de soluções da Indústria 4.0 instalado na linha de montagem final do complexo mineiro.

WCM Academy - FIAT

O aniversário da fábrica acontece nesta terça-feira, 9, coincidindo também com a produção de 150 mil unidades do Argo, marco que foi comemorado com a saída de linha de montagem de uma versão Trekking do hatch, na cor vermelho Monte Carlo.

“O Polo Fiat está sendo totalmente renovado e o indutor dessa mudança é o lançamento de novos produtos”, destaca o diretor industrial/veículos da FCA, Fiat Chrysler Automóveis, para a América Latina, Francesco Ciancia. “No início de nossa trajetória, em 1976, grande parte das operações era manual, mas hoje é uma fábrica inteligente, com sistemas modernos e eficientes como Big Data, Internet das Coisas, realidade virtual e inteligência artificial. Esta é uma fábrica de 43 anos completamente integrada à era digital”.


Continua depois da publicidade


De acordo com o executivo, o WCC terá papel fundamental para acelerar ainda mais os processos de inovação na manufatura. “É um espaço de inovação aberta e colaborativa, que reúne startups, centros de pesquisa, universidades e a cadeia de fornecedores para o desenvolvimento de novas soluções voltadas para a melhoria contínua dos processos produtivos”, explica Ciancia.

Com times multidisciplinares e envolvimento de todas as plantas da FCA na América Latina, o WCC integra três áreas: IIC, Industrial Innovation Center, WPI, Work Place Integration, e o Process Center.

O primeiro espaço é dedicado às provas de conceito, ou seja, simulações em escala reduzida para identificar localmente se a tecnologia é viável ou não. Exoesqueletos de segunda geração, termografia e novas aplicações para os robôs colaborativos são algumas provas de conceito em andamento atualmente.

A cargo do WPI está o desafio de conectar as soluções já testadas e aprovadas no IIC às plataformas de produção dos novos modelos. “A cada lançamento, queremos garantir que novas tecnologias da Indústria 4.0 sejam instaladas nas linhas de produção, assegurando sempre mais qualidade e competitividade”, comenta o diretor industrial.

Já o Process Center é o espaço-chave para formar pessoas. Em uma mini linha de montagem, são realizados treinamentos para compartilhar conhecimentos e ferramentas, integrando metodologia, tecnologia e profissionais.

Segundo Ciancia. oWCC é o centro de exc:lência que direciona a inovação da manufatura na América Latina, em uma iniciativa pioneira na FCA no mundo. “Nossa estratégia é conectar os mais diversos pontos com agilidade, criatividade e o envolvimento do maior número de pessoas com foco na transformação digital”.

150 mil argos vendidos - FIAT - FCA

Dois anos do hatch - O Fiat Argo, que completa dois anos de mercado com a marca de 150 mil unidades produzidas no Polo Automotivo de Betim, emplacou mais de 36,2 mil unidades no primeiro semestre deste ano, ocupando a 7ª posição no ranking dos automóveis mais vendidos no País.

Com o Argo, a Fiat iniciou processo de renovação de sua linha de produtos feitos em Betim, planta que receberá investimento de R$ 8,5 bilhões até 2024 e terá três novos modelos a partir de 2020, sendo que dois deles marcarão a entrada da marca no segmento de SUVs, o que mais cresce no mercado brasileiro.


Comentários

 


Notícias Relacionados

A fábrica do futuro no presente: como a tecnologia interconectada otimiza processos - Imagem: Motorola Solutions
Sua empresa

A fábrica do futuro no presente: como a tecnologia interconectada otimiza processos

Aparelhos de rádio interconectados a sensores de alta precisão recebem, transmitem e analisam, além da voz, dados, tornando a manufatura 4.0 cada vez mais eficiente
Indústria 4.0 pode gerar R$ 73 bilhões em economia no Brasil, mas carece de investimento e adesão dos industriais - Imagem: PixaBay
Mercado

Indústria 4.0 pode gerar R$ 73 bilhões em economia no Brasil, mas carece de investimento e adesão dos industriais

Mundialmente, a área que mais deverá receber investimentos dentro deste conceito em 2019 é a de manufatura aditiva