Mercado

Brasil fecha aliança internacional para a indústria 4.0

Presidente da ABDI assinou memorando de entendimento com a ICC, organização global das empresas
Por: Assessoria de Imprensa       18/03/2018

O Brasil deu mais um passo, nesta quinta-feira (15), para consolidar o protagonismo regional do país rumo à quarta revolução industrial. O presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Guto Ferreira, assinou, em São Paulo, memorando de entendimento com a Câmara Internacional de Comércio (International Chamber of Commerce - ICC), organização mundial das empresas, para criação da Aliança Brasil 4.0. A cerimônia foi realizada em agenda paralela ao Fórum Econômico Mundial América Latina.

O objetivo da Aliança Brasil 4.0 é reunir CEOs de multinacionais estrangeiras e empresas brasileiras engajadas em disseminar no país a manufatura avançada, buscando um alinhamento com outras experiências internacionais. “O ICC é uma organização global que reúne grandes players empresariais mundiais. A assinatura do memorando insere a ABDI num espaço de discussão inédito para o governo brasileiro que é o B20, a face empresarial do G20, grupo que reúne as maiores economias do mundo. A ABDI é o único órgão governamental a participar do acordo”, disse o presidente da ABDI, Guto Ferreira.


Continua depois da publicidade


Oportunidades internacionais

Dentre os compromissos que compõem o memorando de entendimento da Aliança Brasil 4.0 está o de promover a democratização da indústria 4.0, conectando o Brasil aos padrões internacionais e às inovações em desenvolvimento em outros países. O acordo prevê conectar as empresas brasileiras ao task-force “Digitalização e Indústria 4.0” do B-20, através dos representantes da ICC.

A Aliança Brasil 4.0 buscará, além disso, promover ações para difusão da utilização de tecnologias, processos e aplicações da manufatura avançada em todos os níveis das cadeias produtivas. Através da plataforma global da ICC, o Brasil poderá identificar oportunidades internacionais para o setor privado nacional. Projetos de capacitação e treinamento da mão-de-obra das empresas locais, com apoio da plataforma internacional da ICC, serão realizados no país. O Brasil terá a oportunidade ainda de conhecer e compartilhar as melhores práticas internacionais com os tomadores de decisão em relação à criação de condições favoráveis ao desenvolvimento da manufatura avançada no país (proteção de dados, interoperabilidade, sistema tributário, entre outros).

Agenda para a Indústria 4.0

Além da ABDI, assinaram o compromisso o CEO mundial da Siemens, Joe Kaeser; a CEO da SAP do Brasil, Cristina Palmaka; a general manager da Microsoft Brasil, Paula Bellizia; o general manager Latam da Adobe, Frederico Grosso; o CEO da Deloitte, Altair Rossato; o presidente da Qualcomm para América Latina, Rafael Steinhauser; o vice-presidente de Industry Business da Schneider Electric, Cristiano dos Anjos; o vice-presidente da Basf, Tobias Dratt; e o country manager da BSA no Brasil, Antonio Eduardo Mendes da Silva, além de representante da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da agência Investe São Paulo.

Na última quarta-feira (14), a ABDI e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) lançaram a Agenda Brasileira para a Indústria 4.0, durante o Fórum Econômico Mundial, em São Paulo, com um pacote de medidas para impulsionar as pequenas e médias indústrias nacionais a adotarem conceitos e tecnologias da indústria 4.0 


Comentários

 


Notícias Relacionados

Mercado de nuvem cresceu 30% no Brasil durante 2019 - Imagem: Reprodução - International Consulting
Mercado

Mercado de nuvem cresceu 30% no Brasil durante 2019

Os provedores de serviços com foco no mercado intermediário crescem mais rapidamente do que aqueles que negociam com grandes contas; Especialista explica que a nuvem pública será o futuro, pois...
Sua empresa

Especialização gratuita, sem sair de casa: Schneider Electric inicia webinars de Máquinas de Alta Performance

A série de treinamentos visa dar suporte remoto a profissionais que trabalham diretamente na indústria, como fabricantes de máquinas e usuários finais que querem melhorar desempenho e produtividade


Publicidade »

Publicidade »