Conheça o método que pode revolucionar o mercado de reposição

Diminua seus estoques e aumente sua eficiência com a impressão 3D

Por: SKA 23/05/2022

BILHÕES: é o tamanho deste mercado no Brasil.

Você provavelmente já precisou de uma peça de reposição, não é mesmo? Aquela peça do carro que rachou, a outra da geladeira que quebrou etc.

Situações como essas são comuns e acontecem nos itens simples, comuns de mercado, peças que são produzidas aos montes e fáceis de achar. Por outro lado, também ocorrem em itens produzidos em menores quantidades e difíceis de serem encontradas, como: máquinas antigas, carros de alto valor, caminhões, aviões, equipamentos agrícolas e especiais etc.

Então, como você deve ter imaginado, isso gera uma enorme dor de cabeça.

É provável que você seja o supridor dessas necessidades na sua indústria. Talvez seja realidade da sua empresa aquele molde guardado há anos sem ser utilizado, uma pilha de peças sobressalentes que nunca são vendidas, aquele item que raramente é necessário, mas precisa ser produzido.

E se eu disser que existe um método que pode mudar este cenário radicalmente, sem custo de ferramental, que produz com robustez e pode resolver as suas necessidades com eficiência?

É exatamente o que você verá a seguir.

Produza (realmente) sob demanda

Todos nós somos clientes, independente do que fazemos profissionalmente. Então, você já deve ter notado que quando nos frustramos com um fornecedor, dificilmente voltamos a entrar em contato para comprar com ele.

Imagine o seguinte cenário: você recebe uma demanda para produzir uma peça que já não era vendida há anos; você, inclusive, já até refugou o molde dela. Mas, infelizmente, esta solicitação veio de um dos seus clientes mais importantes.

Como você deve ter imaginado, situações como essa podem ocasionar perda de clientes valiosos e abertura para concorrência, o que é um grande problema.


Continua depois da publicidade


Para não correr esse risco, é comum que empresas tenham diversos ferramentais de injeção, exigindo, além de espaço físico para armazenamento, um setup e a necessidade de lotes mínimos, o que acumula ferramentas e produtos em estoque.

Mas isso é necessário, não é mesmo? Na verdade, a resposta é não!

Por meio da impressão 3D, é possível produzir pequenos lotes, atendendo a estas demandas com grande agilidade e sem a necessidade de ferramental e, muito menos, de lotes mínimos. Além disto, também existe a possibilidade de fabricar peças como “injetadas” (com características de injetadas), isotrópicas, estanques e precisas.

Agilidade sem estoques físicos

Estoque sempre é um ponto delicado no planejamento de qualquer empresa, afinal, os itens lá alocados poderiam ser capital investido em diversas outras soluções, certo?

Mas como ter acesso rápido às peças de reposição senão por meio de um estoque físico?

Para isso, é possível trabalhar com estoques por meio de uma biblioteca virtual onde as peças podem ser meros “arquivos digitalizados", sem a obrigatoriedade de itens físicos. Desta forma, a produção se dá a partir da necessidade, fabricando por meio da impressão 3D.

Este tipo de solução viabiliza a verdadeira produção sob demanda, sem as variações de lotes mínimos e econômicos, possibilitando uma resposta ainda mais atrativa para o chão e fábrica e aos seus clientes.

Uma solução para peças importadas e de difícil obtenção

Talvez na sua empresa seja comum trabalhar com equipamentos italianos, alemães etc., além de maquinários antigos que, apesar do tempo de uso, entregam ótimos resultados. Entretanto, encontrar peças para estes equipamentos acaba sendo um desafio, podendo atrasar entregas e, com isso, prejudicar as estratégias de produção.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), o tempo médio de uso das máquinas no chão de fábrica nacional é de 17 anos, duas vezes a realidade da Alemanha, por exemplo. Aliado a isto, estes equipamentos são, em grande parte, importados, o que gera um tempo de espera muito grande para as peças de reposição.

Utilizando a impressão 3D, você pode produzir suas peças de manutenção e reposição com grande agilidade, sem esperar os 45 ou 60 dias para ter suas peças em mãos, otimizando o estoque e melhorando a OEE. Também, é possível implementar melhorias nessas peças, gerando uma maior vida útil para elas, trazendo ganhos ainda mais expressivos.

O que está faltando para você utilizar desse recurso no fluxo de manufatura do seu negócio? O momento certo é agora! Descubra como a impressão 3D pode ajudar a sua empresa a se destacar cada vez mais.

Saiba como otimizar o estoque e melhorar a OEE da sua empresa


*O conteúdo e a opinião expressa neste artigo não representam a opinião do Grupo CIMM e são de responsabilidade do autor.

Gostou? Então compartilhe:

Patrocinador:
SKA